Autismo

O Autismo é um transtorno caracterizado pela dificuldade em desenvolver relacionamentos sociais normais, sendo que as pessoas autistas usam uma linguagem de maneira anormal ou não a usam em absoluto e se comportam de maneira compulsiva e ritualista.

Os transtornos do espectro autista (TEAs) são considerados um espectro de transtornos, porque as manifestações variam amplamente em tipo e gravidade. Anteriormente, os TEAs eram classificados como autismo clássico, síndrome de Asperger, síndrome de Rett, transtorno desintegrativo da infância e transtorno generalizado do desenvolvimento não especificado. Contudo, atualmente os médicos não usam essa terminologia e consideram todos esses como TEAs (exceto para a síndrome de Rett, que é um distúrbio genético distinto). Os TEAs são diferentes da deficiência intelectual, ainda que muitas crianças com autismo tenham ambas as coisas. O sistema de classificação enfatiza que, dentro desse amplo espectro, diferentes características podem ocorrer de maneira mais ou menos intensa num dado indivíduo.

O número estimado de pessoas identificadas como sendo portadoras de um transtorno do espectro autista continua a aumentar, ao mesmo tempo que os médicos e cuidadores tentam aprender mais sobre os sintomas do transtorno.

Os sintomas de autismo podem aparecer nos primeiros dois anos de vida, mas em formas mais leves, os sintomas podem não ser detectados até à idade escolar. Esses transtornos ocorrem em cerca de uma em cada 68 pessoas com base em estatísticas recentes, e são quatro vezes mais comuns entre meninos do que entre meninas.

As causas específicas dos transtornos do espectro autista não são completamente compreendidas, embora elas estejam frequentemente relacionadas a fatores genéticos.