Força muscular

Segundo Kraemer e Hakkinen (2004), a força muscular  pode ser definida como a quantidade de tensão que um músculo ou grupamento muscular pode gerar dentro de um padrão específico e com determinada velocidade de movimento. Existem diversos tipos de força, subdivisões e nomenclaturas, o que muitas vezes leva a uma grande confusão a este respeito.

Portanto, vamos trabalhar com os tipos de força mais utilizadas em sala de musculação que são: força máxima ou pura, força rápida ou explosiva e força de resistência.

– Força Pura ou Força máxima: de acordo com Nett “é a maior força muscular possível que um atleta pode desenvolver, independente de seu peso corporal”. Segundo Weineck , a força máxima representa a maior força disponível, que o sistema neuromuscular pode mobilizar por meio de uma contração máxima voluntária.

– Força rápida : também conhecida como potência. Segundo Weineck, compreende a capacidade do sistema neuromuscular de movimentar o corpo ou parte do corpo (braços, pernas), ou ainda objetos (bola, pesos etc.) com uma velocidade máxima. Movimentos com força rápida são programados, ou seja, são processados por meio do sistema nervoso central; é o termo utilizado para manifestações da força que envolve grande velocidade de contração.

Esta forma de manifestação de força é muito utilizada em atividades que têm por objetivo desenvolver altos graus de força com elevada velocidade de movimentos, como por exemplo, em atletas velocistas, lançadores e arremessadores.

– Força de Resistência: para Stubler é a capacidade que os músculos ou grupos musculares têm para resistir contra o cansaço com repetidas contrações dos músculos. Harre define a resistência de força como a capacidade de resistência à fadiga em condições de desempenho prolongado de força. Esta forma de manifestação de força é requerida nas atividades do dia a dia, principalmente para os indivíduos que têm na sua atividade profissional a repetição sistemática de movimentos.

Tratamento da Fibromialgia através do Exercício Físico

2019-12-12T11:27:18+00:00

O distanciamento de opiniões entre fisiatra e paciente pode conduzir à frustração. Por isso, é importante manter um diálogo aberto com cada doente e refletir que o exercício físico pode acarretar tanto benefícios como riscos para a pessoa com fibromialgia.

Tratamento da Fibromialgia através do Exercício Físico2019-12-12T11:27:18+00:00